Ads Header

Em um ano, TV paga perde mais de meio milhão de assinantes

Em um ano, TV paga perde mais de meio milhão de assinantes


De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil registrou 17,79 milhões de contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de agosto de 2018, diminuição de 536 mil (-2,93%) nos últimos 12 meses. Na variação entre o mês de agosto de 2018 e julho do mesmo ano, a redução foi de 37 mil assinaturas (-0,21%). 

Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17,29 milhões de contratos ativos (97,17% do mercado) em agosto de 2018. São eles: a Claro, com 8,89 milhões (49,98%), a Sky, com 5,21 milhões (29,30%), a Vivo, com 1,61 milhão (9,05%), e a Oi, com 1,57 milhão (8,84%). As pequenas prestadoras da TV por assinatura totalizam 503 mil assinantes (2,83%). 

Das grandes prestadoras de TV por Assinatura no país, apenas a Oi apresentou crescimento, mais 126 mil contratos (+8,70%) nos últimos 12 meses, a Vivo, menos 25 mil (-1,56%), a SKY, menos 146 mil (-2,73%), e a Claro, menos 402 mil (-4,32%). As pequenas prestadoras de TV por Assinatura tiveram redução de 89 mil contratos (-15,00%). 

Em agosto de 2018, mais da metade dos assinantes de TV por Assinatura no Brasil receberam a programação por satélite, 9,71 milhões (54,55% do mercado), por cabo, 7,48 milhões (42,05%), e por fibra ótica, 605 mil (3,40%). Apenas os assinantes que receberam a programação da TV por Assinatura por fibra ótica aumentaram em número nos últimos 12 meses, mais 248 mil (+69,71%). Os assinantes via satélite tiveram redução de 676 mil (-6,51%) e os que recebem o sinal por cabo diminuíram em 107 mil (-1,41%). 

Nos últimos 12 meses, os estados com maior expansão no serviço de TV por Assinatura foram Ceará, mais 26 mil contratos (+6,76%), Amazonas, mais 16 mil (+5,54), Mato Grosso do Sul, mais 5 mil (+2,89%), Piauí, mais 2 mil (+2,63%) e Tocantins, mais 915 unidades (2,13%).

Créditos: vc faz tv

Em um ano, TV paga perde mais de meio milhão de assinantes

Em um ano, TV paga perde mais de meio milhão de assinantes


De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil registrou 17,79 milhões de contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de agosto de 2018, diminuição de 536 mil (-2,93%) nos últimos 12 meses. Na variação entre o mês de agosto de 2018 e julho do mesmo ano, a redução foi de 37 mil assinaturas (-0,21%). 

Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17,29 milhões de contratos ativos (97,17% do mercado) em agosto de 2018. São eles: a Claro, com 8,89 milhões (49,98%), a Sky, com 5,21 milhões (29,30%), a Vivo, com 1,61 milhão (9,05%), e a Oi, com 1,57 milhão (8,84%). As pequenas prestadoras da TV por assinatura totalizam 503 mil assinantes (2,83%). 

Das grandes prestadoras de TV por Assinatura no país, apenas a Oi apresentou crescimento, mais 126 mil contratos (+8,70%) nos últimos 12 meses, a Vivo, menos 25 mil (-1,56%), a SKY, menos 146 mil (-2,73%), e a Claro, menos 402 mil (-4,32%). As pequenas prestadoras de TV por Assinatura tiveram redução de 89 mil contratos (-15,00%). 

Em agosto de 2018, mais da metade dos assinantes de TV por Assinatura no Brasil receberam a programação por satélite, 9,71 milhões (54,55% do mercado), por cabo, 7,48 milhões (42,05%), e por fibra ótica, 605 mil (3,40%). Apenas os assinantes que receberam a programação da TV por Assinatura por fibra ótica aumentaram em número nos últimos 12 meses, mais 248 mil (+69,71%). Os assinantes via satélite tiveram redução de 676 mil (-6,51%) e os que recebem o sinal por cabo diminuíram em 107 mil (-1,41%). 

Nos últimos 12 meses, os estados com maior expansão no serviço de TV por Assinatura foram Ceará, mais 26 mil contratos (+6,76%), Amazonas, mais 16 mil (+5,54), Mato Grosso do Sul, mais 5 mil (+2,89%), Piauí, mais 2 mil (+2,63%) e Tocantins, mais 915 unidades (2,13%).

Créditos: vc faz tv

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Blogger Templates