03/01/2017 - 04/01/2017 ~ PORTAL DOS DECOS ATUALIZAÇÕES E NOTICIAS

MIRACLEBOX PREMIUM NOVA ATUALIZAÇÃO V0.33 - 31/03/2017

MIRACLEBOX PREMIUM NOVA ATUALIZAÇÃO V0.33 - 31/03/2017






MIRACLEBOX NOVA ATUALIZAÇÃO 



ABTA diz em comunicado que as operadoras querem "restabelecer" canais abertos na TV paga

ABTA diz em comunicado que as operadoras querem "restabelecer" canais abertos na TV paga




A Associação Brasileira de TVs por Assinatura (ABTA) divulgou nota nesta quinta-feira dia 30, na imprensa a respeito do corte dos sinais de Record, SBT e RedeTV! das operadoras NET-Claro e Sky.  As operadoras também divulgaram mesma nota em sua redes sociais. 

Segundo a entidade, por meio de sua assessoria, “as empresas  seguirão negociando para que você continue com todos os canais da TV aberta”.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“O sinal analógico das emissoras de TV aberta foi desligado desde o início do dia de hoje na capital e região metropolitana de São Paulo, conforme cronograma estabelecido pelo Governo Federal. Em relação a isso, as empresas de TV por assinatura esclarecem:


Esta matéria foi originalmente publicada aqui: http://www.ouniversodatv.com/2017/03/abta-diz-em-comunicado-que-as.html#ixzz4cqnhQ5NA 
Por favor, dê os devidos créditos ao que você está copiando neste exato momento. Obrigado! 
Até esse desligamento, nos termos da Lei 12.485/11, os canais analógicos eram obrigatoriamente liberados para as empresas de TV por assinatura, que, por sua vez, eram obrigadas a distribuir tais sinais sem qualquer ônus para os seus clientes;

Após o desligamento do sinal analógico, a lei determina a livre negociação entre as partes. As empresas de TV por assinatura já têm acordo com a maioria dos canais de TV aberta sem qualquer ônus para seus assinantes.

Em relação aos canais Record, RedeTV! e SBT, ainda não há um acordo estabelecido. Em razão disso, essas emissoras solicitaram que os sinais de seus canais fossem suspensos nas TVs por assinatura.

Nossas associadas, operadoras de TV por assinatura, desejam restabelecer a transmissão desses canais e seguem buscando um acordo com essas emissoras de forma a não onerar os seus assinantes.

Nosso compromisso é com você, assinante! As empresas de TV por assinatura seguirão negociando para que você continue com todos os canais da TV aberta.

Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA)


FONTE : OUNIVERSODATV

Atualizada a lista de filmes do On Demand no servidor Duosat 30/03/2017

Atualizada a lista de filmes do On Demand no servidor Duosat 30/03/2017


*Adicionados filmes no grupo "Estréias":
-A última ressaca do ano (dub)
-A Ultima ressaca do ano (leg)
-Desconhecida (dub)
-Desconhecida (leg)
-Estrelas além do tempo (leg)
-Estrelas além do tempo (dub)
-Fragmentado HC (leg)
-Rogue One - Uma historia star wars (dub)


*Adicionados filmes no grupo "Cine Duosat":
-Sully - Heroi do Rio Hudson (dub)

*Adicionados filmes no grupo "HDTS qualid inferior)":
-A Bela e a Fera HDTS (dub)
-John Wick - Um Novo Dia para Matar HDTS (dub)
-Kong - A ilha da Caveira HDTS (dub)

*Adicionado O episódio 16 da 2° temporada de " Blindspot" no app Series
*Adicionado O episódio 05 da 2° temporada de "Billions" no app Series


Pedidos devem ser feitos diretamente no fórum

Operadoras de TV paga podem ser multadas pela Anatel, após retirada do SBT, Record e RedeTV - 30/03/2017

Operadoras de TV paga podem ser multadas pela Anatel, após retirada do SBT, Record e RedeTV - 30/03/2017



A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu notificar as operadoras NET, Claro, Sky, OiTV e outras a respeito da retirada dos canais SBT, Record e RedeTV! dos pacotes a partir desta madrugada, como informa o jornalista Ricardo Feltrin, do UOl.

A Anatel abriu um Procedimento para Apuração de Descumprimento de Obrigações (Pado) “para apurar indícios de descumprimento de obrigações contidas no Regulamento Geral de Direitos dos Usuários de Serviços de Telecomunicações”.

As operadoras notificadas têm agora 15 dias para se explicar, e o caso promete causar bastante polêmica, dado o ineditismo.

Segundo o art. 28 da resolução 488/2007 da Anatel, “qualquer alteração no Plano de Serviço deve ser informada ao Assinante no mínimo 30 (trinta) dias antes de sua implementação, e caso o Assinante não se interesse pela continuidade do serviço, poderá rescindir seu contrato sem ônus”.

Mas há dois problemas: 1) esse artigo só é válido para canais pagos; 2) Quem decidiu retirar o sinal das operadoras foram as três emissoras representadas pela joint-venture Simba: Record, SBT e RedeTV!. Assim, mesmo que quisessem continuar transmitindo o sinal nos próximos 30 dias, as operadoras não poderiam.

Outra questão é que após o prazo de investigação elas podem acabar sofrendo multas milionárias por descumprimento das regras, caso esse seja o entendimento da agência federal.

As operadoras dizem não ter descumprido nada e vão se defender.

Record, SBT e RedeTV! exigem ser remuneradas pela cessão de seus sinais HD às operadoras, que há décadas incluíam esses canais em seus pacotes (pagos) sem qualquer contrapartida às emissoras.
Isso era no tempo da TV analógica. Com a TV digital a situação muda e as TVs têm direito de cobrar por seus sinais.


Esta matéria foi originalmente publicada aqui: http://www.ouniversodatv.com/2017/03/operadoras-de-tv-paga-podem-ser.html#ixzz4cpC5IuCh 
Por favor, dê os devidos créditos ao que você está copiando neste exato momento. Obrigado! 
Globo e Band já são remuneradas há anos, mas os seus sinais abertos foram negociados lá atrás dentro de uma cesta de outros pacotes pagos.

Somente a Globosat recebeu em 2013 R$ 1,46 bilhão apenas da Net, como remuneração por seus muitos canais, segundo dados exclusivos obtidos pelo jornalista..

Desse valor, a Globosat repassa uma parcela para seus canais parceiros, como Telecine, Playboy, Combate etc.

Há pelo menos seis meses o corte dos sinais das TVs representadas pela Simba é anunciado. Todos perdem nessa guerra: as emissoras poderão desabar em audiência sem seu sinal na TV paga. Já as operadoras perdem o público desses canais.

VALORES

Ninguém sabe ao certo o montante, mas a demanda da Simba pode tirar centenas de milhões de reais das operadoras. O valor anual que as TVs receberiam pode passar dos R$ 840 milhões, conforme a coluna publicou com exclusividade na semana passada.

Pode não parecer, mas esses três canais representam de 20% a 30% de toda a audiência obtida na TV por assinatura (entre canais pagos e abertos), especialmente em horário nobre.

Nesta quarta-feira, a Simba informou que decidiu manter o sinal das TVs para os assinantes da Vivo, uma vez que a negociação evoluiu.

Há outras duas opções para as operadoras com o fim do sinal, mas uma é impraticável e a outra, negativa:

1) elas poderiam substituir esses três canais por outros de conteúdo semelhante;
2) elas poderiam negociar uma redução no valor dos pacotes com os assinantes. 

Essa última hipótese, porém, abre outra frente de discussão: esses canais estavam nos pacotes, mas os assinantes nunca pagaram por eles. Portanto, a redução no valor dos pacotes pode ser contestada por anos pelas operadoras.


FONTE : OUNIVERSODATV

Desligamento do sinal analógico em São Paulo e mais 38 cidades da região metropolitana - 30/03/2017

Desligamento do sinal analógico em São Paulo e mais 38 cidades da região metropolitana - 30/03/2017



A partir das 23h59 desta quarta-feira (29), aproximadamente 22 milhões de paulistas, cerca de 7 milhões de domicílios, passarão a receber somente o sinal digital de TV. Na manhã desta quarta-feira (29), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) Gilberto Kassab e o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Juarez Quadros, assinaram a portaria que autoriza o desligamento do sinal analógico em São Paulo e mais 38 cidades da região metropolitana.
Participaram da cerimônia, o presidente da ABERT Paulo Tonet Camargo, integrantes do Gired – grupo de transição da TV Digital -, e representantes de emissoras.
Para Tonet, o encerramento das transmissões analógicas em São Paulo é mais uma etapa vencida para o setor. “São Paulo foi um grande desafio, porém, é importante ressaltar que há muito a fazer. O Brasil é muito grande e muito diverso”, disse.
Segundo Kassab, o ato é simbólico e emblemático, por se tratar da região mais povoada do país, a grande São Paulo. “A televisão que é o grande instrumento de entretenimento do brasileiro, com um conteúdo de muita qualidade e reconhecido em todo país, passará agora a oferecer um sinal de qualidade e imagem. Isso é muito positivo. Hoje, temos plena convicção de que as pessoas estão preparadas, quem tinha uma TV que não recebia o sinal digital, pegou o conversor e quem ainda não retirou, deve ligar e agendar para pegar o seu conversor nos próximos dias”, afirmou.
O ministro garantiu que tem conversores suficientes para atender a população. “A Seja Digital, empresa responsável pela distribuição dos kits, possui um número necessário para abastecer todas as famílias beneficiárias dos programas sociais do governo”, garantiu Kassab.
De acordo com a pesquisa realizada pelo IBOPE e divulgada no último dia 27 de abril, 90% dos domicílios estão aptos a receber o novo sinal de TV. O percentual de residências digitalizadas atingiu o mínimo necessário definido pelo governo, de 90%, para que efetivamente ocorra o desligamento do sinal analógico de TV.
Até o momento, cerca de 1,1 milhão de kits digitais (antena, conversor e cabos) foram entregues à população de baixa renda. O total de kits previstos para distribuição nos 39 municípios é de 1,951 milhões. Outros 850 mil kits ainda deverão ser entregues após o desligamento, pois a Seja Digital tem o compromisso de continuar a distribuição, mesmo depois do fim do sistema analógico.
Durante a reunião do Gired (grupo formado por representantes das TV, Telcos, Anatel e MCDIC), os representantes da Abert concordaram com o desligamento, mas manifestaram preocupação com as 850 mil famílias que ainda não receberam os equipamentos, pois tratam-se de residências de baixa renda, cujo único meio de serviços, entretenimento e notícias é a televisão aberta, livre e gratuita.
O próximo passo é preparar a população de Goiânia e 28 cidades do entorno, onde o desligamento está marcado para o dia 31 de maio. Até o momento, 45% dos 277 mil kits previstos já foram entregues.
Rio Verde (GO), Brasília e cidades do entorno do Distrito Federal já operam exclusivamente o sinal digital de TV.
No mês de julho está previsto o desligamento em Salvador (BA), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e outras dezenas de cidades destes estados. São mais de 17,3 milhões de pessoas, com cerca de 5,4 milhões de residências. Já para as famílias de baixa renda pertencentes aos programas sociais do Governo Federal serão destinados 2,121 milhões de kits.

PROBOX 300 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.11 - 30/03/2017

PROBOX 300 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.11 - 30/03/2017




Changelog:

Troca do simbolo dos canais HDs da lista

PROBOX 200 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.0.33 - 30/03/2017

PROBOX 200 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.0.33 - 30/03/2017





Changelog:

Melhorias no sistema IKS
Reparação de Bugs
Adicionado usuário IPTV para listas em formato.csv
Corrigido bug na legenda
Nota: Ativador já Incluso na Atualização

PROBOX 190 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.2.33 - 30/03/2017

PROBOX 190 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.2.33 - 30/03/2017





Changelog:

Melhorias no sistema IKS
Reparação de Bugs
Adicionado usuário IPTV para listas em formato.csv
Corrigido bug na legenda

Nota: Ativador já Incluso na Atualização

VIVO TV NEGOCIA COM A RECORD, SBT E REDE TV! PARA MANTER OS CANAIS EM SUA GRADE - 30/03/2017

VIVO TV NEGOCIA COM A RECORD, SBT E REDE TV! PARA MANTER OS CANAIS EM SUA GRADE - 30/03/2017



De acordo com a Simba Content, empresa que formou o grupo RecordTV, Rede TV e SBT, está perto de ter sua primeira vitória na guerra travada contra as operadoras de TV por assinatura. No comunicado, a Simba diz que as negociações pelo conteúdo da RecordTV, Rede TV! e SBT com a operadora de televisão por assinatura Vivo avançaram de maneira positiva. Por essa razão, a Simba decide manter o conteúdo disponível aos assinantes da operadora pelos próximos dias, enquanto as negociações acontecem.”. A empresa também aproveita para criticar Net, Sky e ClaroTV, que estão mais inflexíveis na negociação. “Esperamos que as outras operadoras, Net, Claro, Embratel, Oi e Sky tenham a mesma sensibilidade da Vivo, para não prejudicar o assinante de televisão paga no Brasil

Oi TV deixa de transmitir em Brasília os canais SBT, Record e Rede TV - 29/03/2017


Oi TV deixa de transmitir em Brasília os canais SBT, Record e Rede TV - 29/03/2017

A operadora que vem se destacando na TV paga, a Oi TV cortou nesta quarta-feira (29) os sinais da Record, SBT e RedeTV! no Distrito Federal, onde já ocorreu o apagão analógico e só há transmissão de TV aberta em sistema digital. O corte está relacionado à guerra que está sendo travada entre as três emissoras e as empresas de TV por assinatura pela remuneração do sinal digital.

Desde a última sexta-feira (24), Record, SBT e RedeTV! vêm exibindo comunicados e reportagens em que anunciam que irão tirar seus sinais da Net, Sky, Oi e Vivo nesta quarta-feira (29), quando ocorre o apagão analógico na Grande São Paulo. As emissoras acusam as operadoras de se recusarem a negociar o pagamento de seus sinais, permitido pela lei 12.485, de 2011.

Na verdade, trata-se de uma forma de pressão, uma vez que as negociações entre as emissoras e as programadoras mal começaram e ainda não foi apresentada um proposta comercial, com os valores que as redes querem receber.

O corte realizado pela Oi TV em Brasília está sendo interpretado por fontes do mercado de TV por assinatura como uma resposta à campanha das emissoras.

Mas também tem um fundamento legal: as operadoras precisam de um documento em que as emissoras autorizam o carregamento de seus sinais digitais, gratuitamente ou por meio de acordo comercial. Em Brasília, nenhuma operadora tem essa autorização.

A Oi ainda não se posicionou a respeito do corte em São Paulo e Grande se vai ou não cortar, nas demais vai acontecer nesta quarta para quinta nas operadoras SKY, NET e Claro hdtv.  

Confira o comunicado:


créditos: o universo da tv

Guerra entre operadoras e emissoras é teste um para a Lei da TV paga - 29/03/2017

Guerra entre operadoras e emissoras é teste um para a Lei da TV paga - 29/03/2017

A queda de braço entre Record, SBT e RedeTV e as operadoras de TV pa paga é o primeiro teste para a lei que prometia revolucionar o mercado de TV por assinatura, mas que no fim serviu mesmo para os dois objetivos menos aparentes da Lei 12.485/11, ou Lei do SeAC, o Serviço de Acesso Condicionado.

Pela lei, as emissoras de televisão aberta podem com a digitalização dos sinais, cobrar das operadoras para que seus canais sejam mantidos na grade de programação. A principal beneficiária da Lei do SeAC, a Globo, resolveu sua vida há anos e já recebe por isso. Record, SBT e RedeTV ainda não. E na briga pelo preço a ser pago é que as três emissoras já sumiram do line up em Brasília, e terão o mesmo destino em São Paulo a partir desta quarta, 29/3, quando serão desligados os sinais analógicos da TV aberta.

A lei ficou conhecida pelas cotas de conteúdo nacional, mas nasceu mesmo para dar esse novo naco à Globo, além de mudar a Lei Geral de Telecomunicações, acabando com a proibição das concessionárias de telefonia atuarem em outros segmentos. O mercado, porém, depois de crescer num primeiro momento, vem encolhendo desde 2015 – e já perdeu 1 milhão de assinantes.

Como antes da lei, o mercado segue dominado por apenas duas empresas – Net e Sky – que juntas concentram 80% dos 18,6 milhões de assinantes. Ambas avisaram seus clientes que, ainda sem acordo, deixaram de transmitir as programações desses canais. Diz a Net, por exemplo, que: “quer continuar a transmiti-los e segue negociando para que você volte a receber o sinal aberto na sua TV por Assinatura como sempre recebeu: sem ter que pagar a mais por eles”.

O interesse é óbvio. Por mais que os pacotes contenham centenas de opções, a grande audiência da TV por assinatura é mesmo nos canais abertos. A Globo é o canal mais assistido, seguido pela Record, SBT e Band, depois pelos dois infantis mais populares, Discovery Kids e Cartoon, e então pela Rede TV. Ou seja, dos sete canais mais populares da TV por assinatura, cinco são da TV aberta.

Mas se o aparente impasse atual se deve à livre pactuação prevista na Lei do Seac, ele poderia ter sido evitado pelo Anatel, que há pelo menos dois anos resiste a se decidir sobre a obrigatoriedade ou não do carregamento dos sinais da televisão aberta. Dois processos na agência tocam no assunto. Um deles questiona a obrigatoriedade de transmissão dos canais em alta definição. Outro, busca uma saída para o imbróglio da TV aberta no caso de transmissão pela TV por assinatura via satélite.

Desde 2015 a Anatel analisa a possibilidade de que as operadoras substituam os set top boxes dos assinantes por caixinhas “híbridas”, capazes transmitir os canais fechados ao mesmo tempo em que recebem os sinais da TV aberta. Mas como os operadores de TV paga não querem arcar com esse custo (estimado em R$ 142 milhões) – e como a solução pode muito bem minar essa nova fonte de recursos para a TV aberta – a a agência vem deixando o tema criar mofo sem decisão. O uso dessas caixinhas foi para consulta pública, por 90 dias, em março do ano passado. Nunca mais o assunto voltou à pauta.

créditos: o universo da tv

SINAL DA RECORD TV DEIXA DE SER LIVRE NO SATELITE C4 70W BANDA KU - 28/03/2017

SINAL DA RECORD TV DEIXA DE SER LIVRE NO SATELITE C4 70W BANDA KU - 28/03/2017



Sinal da Record TV não está mais FTA (livre) no satélite Star One C4 70w Banda Ku (Claro TV).

O canal continua na mesma TP (12120 V 29900), porém talvez seja preciso fazer nova busca para voltar a funcionar (se caso não estiver funcionando).

Aguarde o servidor liberar...

FONTE : CANAIS ABERTOS 

NAVEGADOR IGO AMIGO TOTALMENTE GRATIS 2016/2017 - 28/03/2017


NAVEGADOR IGO AMIGO TOTALMENTE GRATIS 2016/2017 - 28/03/2017






NAVEGADOR IGO AMIGO 8.4 ATUALIZADO




IGO AMIGO ATUALIZADO PARA O SEU GPS

CREDITOS : CARLÃO ( MESTRE DO AZ )

ABTA diz em comunicado que as operadoras querem "restabelecer" canais abertos na TV paga

ABTA diz em comunicado que as operadoras querem "restabelecer" canais abertos na TV paga




A Associação Brasileira de TVs por Assinatura (ABTA) divulgou nota nesta quinta-feira dia 30, na imprensa a respeito do corte dos sinais de Record, SBT e RedeTV! das operadoras NET-Claro e Sky.  As operadoras também divulgaram mesma nota em sua redes sociais. 

Segundo a entidade, por meio de sua assessoria, “as empresas  seguirão negociando para que você continue com todos os canais da TV aberta”.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“O sinal analógico das emissoras de TV aberta foi desligado desde o início do dia de hoje na capital e região metropolitana de São Paulo, conforme cronograma estabelecido pelo Governo Federal. Em relação a isso, as empresas de TV por assinatura esclarecem:


Esta matéria foi originalmente publicada aqui: http://www.ouniversodatv.com/2017/03/abta-diz-em-comunicado-que-as.html#ixzz4cqnhQ5NA 
Por favor, dê os devidos créditos ao que você está copiando neste exato momento. Obrigado! 
Até esse desligamento, nos termos da Lei 12.485/11, os canais analógicos eram obrigatoriamente liberados para as empresas de TV por assinatura, que, por sua vez, eram obrigadas a distribuir tais sinais sem qualquer ônus para os seus clientes;

Após o desligamento do sinal analógico, a lei determina a livre negociação entre as partes. As empresas de TV por assinatura já têm acordo com a maioria dos canais de TV aberta sem qualquer ônus para seus assinantes.

Em relação aos canais Record, RedeTV! e SBT, ainda não há um acordo estabelecido. Em razão disso, essas emissoras solicitaram que os sinais de seus canais fossem suspensos nas TVs por assinatura.

Nossas associadas, operadoras de TV por assinatura, desejam restabelecer a transmissão desses canais e seguem buscando um acordo com essas emissoras de forma a não onerar os seus assinantes.

Nosso compromisso é com você, assinante! As empresas de TV por assinatura seguirão negociando para que você continue com todos os canais da TV aberta.

Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA)


FONTE : OUNIVERSODATV

Atualizada a lista de filmes do On Demand no servidor Duosat 30/03/2017

Atualizada a lista de filmes do On Demand no servidor Duosat 30/03/2017


*Adicionados filmes no grupo "Estréias":
-A última ressaca do ano (dub)
-A Ultima ressaca do ano (leg)
-Desconhecida (dub)
-Desconhecida (leg)
-Estrelas além do tempo (leg)
-Estrelas além do tempo (dub)
-Fragmentado HC (leg)
-Rogue One - Uma historia star wars (dub)


*Adicionados filmes no grupo "Cine Duosat":
-Sully - Heroi do Rio Hudson (dub)

*Adicionados filmes no grupo "HDTS qualid inferior)":
-A Bela e a Fera HDTS (dub)
-John Wick - Um Novo Dia para Matar HDTS (dub)
-Kong - A ilha da Caveira HDTS (dub)

*Adicionado O episódio 16 da 2° temporada de " Blindspot" no app Series
*Adicionado O episódio 05 da 2° temporada de "Billions" no app Series


Pedidos devem ser feitos diretamente no fórum

Operadoras de TV paga podem ser multadas pela Anatel, após retirada do SBT, Record e RedeTV - 30/03/2017

Operadoras de TV paga podem ser multadas pela Anatel, após retirada do SBT, Record e RedeTV - 30/03/2017



A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu notificar as operadoras NET, Claro, Sky, OiTV e outras a respeito da retirada dos canais SBT, Record e RedeTV! dos pacotes a partir desta madrugada, como informa o jornalista Ricardo Feltrin, do UOl.

A Anatel abriu um Procedimento para Apuração de Descumprimento de Obrigações (Pado) “para apurar indícios de descumprimento de obrigações contidas no Regulamento Geral de Direitos dos Usuários de Serviços de Telecomunicações”.

As operadoras notificadas têm agora 15 dias para se explicar, e o caso promete causar bastante polêmica, dado o ineditismo.

Segundo o art. 28 da resolução 488/2007 da Anatel, “qualquer alteração no Plano de Serviço deve ser informada ao Assinante no mínimo 30 (trinta) dias antes de sua implementação, e caso o Assinante não se interesse pela continuidade do serviço, poderá rescindir seu contrato sem ônus”.

Mas há dois problemas: 1) esse artigo só é válido para canais pagos; 2) Quem decidiu retirar o sinal das operadoras foram as três emissoras representadas pela joint-venture Simba: Record, SBT e RedeTV!. Assim, mesmo que quisessem continuar transmitindo o sinal nos próximos 30 dias, as operadoras não poderiam.

Outra questão é que após o prazo de investigação elas podem acabar sofrendo multas milionárias por descumprimento das regras, caso esse seja o entendimento da agência federal.

As operadoras dizem não ter descumprido nada e vão se defender.

Record, SBT e RedeTV! exigem ser remuneradas pela cessão de seus sinais HD às operadoras, que há décadas incluíam esses canais em seus pacotes (pagos) sem qualquer contrapartida às emissoras.
Isso era no tempo da TV analógica. Com a TV digital a situação muda e as TVs têm direito de cobrar por seus sinais.


Esta matéria foi originalmente publicada aqui: http://www.ouniversodatv.com/2017/03/operadoras-de-tv-paga-podem-ser.html#ixzz4cpC5IuCh 
Por favor, dê os devidos créditos ao que você está copiando neste exato momento. Obrigado! 
Globo e Band já são remuneradas há anos, mas os seus sinais abertos foram negociados lá atrás dentro de uma cesta de outros pacotes pagos.

Somente a Globosat recebeu em 2013 R$ 1,46 bilhão apenas da Net, como remuneração por seus muitos canais, segundo dados exclusivos obtidos pelo jornalista..

Desse valor, a Globosat repassa uma parcela para seus canais parceiros, como Telecine, Playboy, Combate etc.

Há pelo menos seis meses o corte dos sinais das TVs representadas pela Simba é anunciado. Todos perdem nessa guerra: as emissoras poderão desabar em audiência sem seu sinal na TV paga. Já as operadoras perdem o público desses canais.

VALORES

Ninguém sabe ao certo o montante, mas a demanda da Simba pode tirar centenas de milhões de reais das operadoras. O valor anual que as TVs receberiam pode passar dos R$ 840 milhões, conforme a coluna publicou com exclusividade na semana passada.

Pode não parecer, mas esses três canais representam de 20% a 30% de toda a audiência obtida na TV por assinatura (entre canais pagos e abertos), especialmente em horário nobre.

Nesta quarta-feira, a Simba informou que decidiu manter o sinal das TVs para os assinantes da Vivo, uma vez que a negociação evoluiu.

Há outras duas opções para as operadoras com o fim do sinal, mas uma é impraticável e a outra, negativa:

1) elas poderiam substituir esses três canais por outros de conteúdo semelhante;
2) elas poderiam negociar uma redução no valor dos pacotes com os assinantes. 

Essa última hipótese, porém, abre outra frente de discussão: esses canais estavam nos pacotes, mas os assinantes nunca pagaram por eles. Portanto, a redução no valor dos pacotes pode ser contestada por anos pelas operadoras.


FONTE : OUNIVERSODATV

Desligamento do sinal analógico em São Paulo e mais 38 cidades da região metropolitana - 30/03/2017

Desligamento do sinal analógico em São Paulo e mais 38 cidades da região metropolitana - 30/03/2017



A partir das 23h59 desta quarta-feira (29), aproximadamente 22 milhões de paulistas, cerca de 7 milhões de domicílios, passarão a receber somente o sinal digital de TV. Na manhã desta quarta-feira (29), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) Gilberto Kassab e o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Juarez Quadros, assinaram a portaria que autoriza o desligamento do sinal analógico em São Paulo e mais 38 cidades da região metropolitana.
Participaram da cerimônia, o presidente da ABERT Paulo Tonet Camargo, integrantes do Gired – grupo de transição da TV Digital -, e representantes de emissoras.
Para Tonet, o encerramento das transmissões analógicas em São Paulo é mais uma etapa vencida para o setor. “São Paulo foi um grande desafio, porém, é importante ressaltar que há muito a fazer. O Brasil é muito grande e muito diverso”, disse.
Segundo Kassab, o ato é simbólico e emblemático, por se tratar da região mais povoada do país, a grande São Paulo. “A televisão que é o grande instrumento de entretenimento do brasileiro, com um conteúdo de muita qualidade e reconhecido em todo país, passará agora a oferecer um sinal de qualidade e imagem. Isso é muito positivo. Hoje, temos plena convicção de que as pessoas estão preparadas, quem tinha uma TV que não recebia o sinal digital, pegou o conversor e quem ainda não retirou, deve ligar e agendar para pegar o seu conversor nos próximos dias”, afirmou.
O ministro garantiu que tem conversores suficientes para atender a população. “A Seja Digital, empresa responsável pela distribuição dos kits, possui um número necessário para abastecer todas as famílias beneficiárias dos programas sociais do governo”, garantiu Kassab.
De acordo com a pesquisa realizada pelo IBOPE e divulgada no último dia 27 de abril, 90% dos domicílios estão aptos a receber o novo sinal de TV. O percentual de residências digitalizadas atingiu o mínimo necessário definido pelo governo, de 90%, para que efetivamente ocorra o desligamento do sinal analógico de TV.
Até o momento, cerca de 1,1 milhão de kits digitais (antena, conversor e cabos) foram entregues à população de baixa renda. O total de kits previstos para distribuição nos 39 municípios é de 1,951 milhões. Outros 850 mil kits ainda deverão ser entregues após o desligamento, pois a Seja Digital tem o compromisso de continuar a distribuição, mesmo depois do fim do sistema analógico.
Durante a reunião do Gired (grupo formado por representantes das TV, Telcos, Anatel e MCDIC), os representantes da Abert concordaram com o desligamento, mas manifestaram preocupação com as 850 mil famílias que ainda não receberam os equipamentos, pois tratam-se de residências de baixa renda, cujo único meio de serviços, entretenimento e notícias é a televisão aberta, livre e gratuita.
O próximo passo é preparar a população de Goiânia e 28 cidades do entorno, onde o desligamento está marcado para o dia 31 de maio. Até o momento, 45% dos 277 mil kits previstos já foram entregues.
Rio Verde (GO), Brasília e cidades do entorno do Distrito Federal já operam exclusivamente o sinal digital de TV.
No mês de julho está previsto o desligamento em Salvador (BA), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e outras dezenas de cidades destes estados. São mais de 17,3 milhões de pessoas, com cerca de 5,4 milhões de residências. Já para as famílias de baixa renda pertencentes aos programas sociais do Governo Federal serão destinados 2,121 milhões de kits.

PROBOX 300 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.11 - 30/03/2017

PROBOX 300 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.11 - 30/03/2017




Changelog:

Troca do simbolo dos canais HDs da lista

PROBOX 200 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.0.33 - 30/03/2017

PROBOX 200 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.0.33 - 30/03/2017





Changelog:

Melhorias no sistema IKS
Reparação de Bugs
Adicionado usuário IPTV para listas em formato.csv
Corrigido bug na legenda
Nota: Ativador já Incluso na Atualização

PROBOX 190 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.2.33 - 30/03/2017

PROBOX 190 HD NOVA ATUALIZAÇÃO V1.2.33 - 30/03/2017





Changelog:

Melhorias no sistema IKS
Reparação de Bugs
Adicionado usuário IPTV para listas em formato.csv
Corrigido bug na legenda

Nota: Ativador já Incluso na Atualização

VIVO TV NEGOCIA COM A RECORD, SBT E REDE TV! PARA MANTER OS CANAIS EM SUA GRADE - 30/03/2017

VIVO TV NEGOCIA COM A RECORD, SBT E REDE TV! PARA MANTER OS CANAIS EM SUA GRADE - 30/03/2017



De acordo com a Simba Content, empresa que formou o grupo RecordTV, Rede TV e SBT, está perto de ter sua primeira vitória na guerra travada contra as operadoras de TV por assinatura. No comunicado, a Simba diz que as negociações pelo conteúdo da RecordTV, Rede TV! e SBT com a operadora de televisão por assinatura Vivo avançaram de maneira positiva. Por essa razão, a Simba decide manter o conteúdo disponível aos assinantes da operadora pelos próximos dias, enquanto as negociações acontecem.”. A empresa também aproveita para criticar Net, Sky e ClaroTV, que estão mais inflexíveis na negociação. “Esperamos que as outras operadoras, Net, Claro, Embratel, Oi e Sky tenham a mesma sensibilidade da Vivo, para não prejudicar o assinante de televisão paga no Brasil

Oi TV deixa de transmitir em Brasília os canais SBT, Record e Rede TV - 29/03/2017


Oi TV deixa de transmitir em Brasília os canais SBT, Record e Rede TV - 29/03/2017

A operadora que vem se destacando na TV paga, a Oi TV cortou nesta quarta-feira (29) os sinais da Record, SBT e RedeTV! no Distrito Federal, onde já ocorreu o apagão analógico e só há transmissão de TV aberta em sistema digital. O corte está relacionado à guerra que está sendo travada entre as três emissoras e as empresas de TV por assinatura pela remuneração do sinal digital.

Desde a última sexta-feira (24), Record, SBT e RedeTV! vêm exibindo comunicados e reportagens em que anunciam que irão tirar seus sinais da Net, Sky, Oi e Vivo nesta quarta-feira (29), quando ocorre o apagão analógico na Grande São Paulo. As emissoras acusam as operadoras de se recusarem a negociar o pagamento de seus sinais, permitido pela lei 12.485, de 2011.

Na verdade, trata-se de uma forma de pressão, uma vez que as negociações entre as emissoras e as programadoras mal começaram e ainda não foi apresentada um proposta comercial, com os valores que as redes querem receber.

O corte realizado pela Oi TV em Brasília está sendo interpretado por fontes do mercado de TV por assinatura como uma resposta à campanha das emissoras.

Mas também tem um fundamento legal: as operadoras precisam de um documento em que as emissoras autorizam o carregamento de seus sinais digitais, gratuitamente ou por meio de acordo comercial. Em Brasília, nenhuma operadora tem essa autorização.

A Oi ainda não se posicionou a respeito do corte em São Paulo e Grande se vai ou não cortar, nas demais vai acontecer nesta quarta para quinta nas operadoras SKY, NET e Claro hdtv.  

Confira o comunicado:


créditos: o universo da tv

Guerra entre operadoras e emissoras é teste um para a Lei da TV paga - 29/03/2017

Guerra entre operadoras e emissoras é teste um para a Lei da TV paga - 29/03/2017

A queda de braço entre Record, SBT e RedeTV e as operadoras de TV pa paga é o primeiro teste para a lei que prometia revolucionar o mercado de TV por assinatura, mas que no fim serviu mesmo para os dois objetivos menos aparentes da Lei 12.485/11, ou Lei do SeAC, o Serviço de Acesso Condicionado.

Pela lei, as emissoras de televisão aberta podem com a digitalização dos sinais, cobrar das operadoras para que seus canais sejam mantidos na grade de programação. A principal beneficiária da Lei do SeAC, a Globo, resolveu sua vida há anos e já recebe por isso. Record, SBT e RedeTV ainda não. E na briga pelo preço a ser pago é que as três emissoras já sumiram do line up em Brasília, e terão o mesmo destino em São Paulo a partir desta quarta, 29/3, quando serão desligados os sinais analógicos da TV aberta.

A lei ficou conhecida pelas cotas de conteúdo nacional, mas nasceu mesmo para dar esse novo naco à Globo, além de mudar a Lei Geral de Telecomunicações, acabando com a proibição das concessionárias de telefonia atuarem em outros segmentos. O mercado, porém, depois de crescer num primeiro momento, vem encolhendo desde 2015 – e já perdeu 1 milhão de assinantes.

Como antes da lei, o mercado segue dominado por apenas duas empresas – Net e Sky – que juntas concentram 80% dos 18,6 milhões de assinantes. Ambas avisaram seus clientes que, ainda sem acordo, deixaram de transmitir as programações desses canais. Diz a Net, por exemplo, que: “quer continuar a transmiti-los e segue negociando para que você volte a receber o sinal aberto na sua TV por Assinatura como sempre recebeu: sem ter que pagar a mais por eles”.

O interesse é óbvio. Por mais que os pacotes contenham centenas de opções, a grande audiência da TV por assinatura é mesmo nos canais abertos. A Globo é o canal mais assistido, seguido pela Record, SBT e Band, depois pelos dois infantis mais populares, Discovery Kids e Cartoon, e então pela Rede TV. Ou seja, dos sete canais mais populares da TV por assinatura, cinco são da TV aberta.

Mas se o aparente impasse atual se deve à livre pactuação prevista na Lei do Seac, ele poderia ter sido evitado pelo Anatel, que há pelo menos dois anos resiste a se decidir sobre a obrigatoriedade ou não do carregamento dos sinais da televisão aberta. Dois processos na agência tocam no assunto. Um deles questiona a obrigatoriedade de transmissão dos canais em alta definição. Outro, busca uma saída para o imbróglio da TV aberta no caso de transmissão pela TV por assinatura via satélite.

Desde 2015 a Anatel analisa a possibilidade de que as operadoras substituam os set top boxes dos assinantes por caixinhas “híbridas”, capazes transmitir os canais fechados ao mesmo tempo em que recebem os sinais da TV aberta. Mas como os operadores de TV paga não querem arcar com esse custo (estimado em R$ 142 milhões) – e como a solução pode muito bem minar essa nova fonte de recursos para a TV aberta – a a agência vem deixando o tema criar mofo sem decisão. O uso dessas caixinhas foi para consulta pública, por 90 dias, em março do ano passado. Nunca mais o assunto voltou à pauta.

créditos: o universo da tv

SINAL DA RECORD TV DEIXA DE SER LIVRE NO SATELITE C4 70W BANDA KU - 28/03/2017

SINAL DA RECORD TV DEIXA DE SER LIVRE NO SATELITE C4 70W BANDA KU - 28/03/2017



Sinal da Record TV não está mais FTA (livre) no satélite Star One C4 70w Banda Ku (Claro TV).

O canal continua na mesma TP (12120 V 29900), porém talvez seja preciso fazer nova busca para voltar a funcionar (se caso não estiver funcionando).

Aguarde o servidor liberar...

FONTE : CANAIS ABERTOS 

NAVEGADOR IGO AMIGO TOTALMENTE GRATIS 2016/2017 - 28/03/2017


NAVEGADOR IGO AMIGO TOTALMENTE GRATIS 2016/2017 - 28/03/2017






NAVEGADOR IGO AMIGO 8.4 ATUALIZADO




IGO AMIGO ATUALIZADO PARA O SEU GPS

CREDITOS : CARLÃO ( MESTRE DO AZ )